Tão elogiada e celebrada como perseguida e demonizada, Renata Carvalho é uma voz cada vez mais necessária no teatro brasileiro.

 

Natural de Santos/SP,  graduanda em Ciências Sociais, é atriz, diretora, dramaturga e transpológa brasileira.

 

Fundadora do MONART (Movimento Nacional de Artistas Trans), do Manifesto Representatividade Trans, e do Coletivo T.

 

Renata Carvalho

fundo 9.png

Atriz, diretora, dramaturga e transpóloga.

Atualmente está em cartaz com: “O evangelho segundo Jesus, Rainha do céu” (que já sofreu 5 censuras no Brasil); “Domínio Público” e “Manifesto Transpofágico”.

 

RC_ManifestoTranspofagico_Foto_Nereu Jr_7500.jpg
Manifesto Transp_Luiz Fernando_CarolaMonteiro3.jpg
fundo 10.png

Manifesto                                            Transpofágico

Manifesto Transpofágico é a transpofagia da transpologia de uma transpóloga.

“Hoje eu resolvi me vestir com a minha própria pele. O meu corpo travesti”.

Renata “se veste” com seu próprio corpo para narrar a historicidade da sua corporeidade. Renata se alimenta da sua “transcestralidade”.

Come-a, digere-a. Uma transpofagia. O Corpo Travesti como um experimento, uma cobaia. Um manifesto de um Corpo Travesti. Letreiro pisca 

RC_ManifestoTranspofagico_Foto_Nereu Jr_7500.jpg
RC_MANIFESTO_FOTO_CAROL KAPPAUN-115.jpg

Ficha Técnica: 

Dramaturgia e atuação: Renata Carvalho

Direção: Luiz Fernando Marques 

Iluminação: Wagner Antônio

Vídeo Arte: Cecília lucchesi

Adaptação de luz e operação: Juliana Augusta

Produção: Corpo Rastreado

Co-produção: MITsp e Risco Festival

Difusão: Corpo a Fora

TRAVESTI.
 

TRAVESTI.
 

TRAVESTI.
 

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube